Inverso do Universo

Pinto-me de sabores e degusto cores. Meu estomago respira fogo, Meus pulmões digerem o ar, Meus rins bombeiam visões, Das quais meus olhos filtram o mundo. Ontem fui homem, hoje sou máquina, Com funções diversas daquelas de natureza. Vivo e vivemos inseridos num holograma do real. Uma surrealidade realista, onde há guerras e horrores. Somos … Continuar lendo Inverso do Universo

Belas Artes – Giuliano Fordelone

Queria, e ainda quero poder ser, Apenas mais um artista. Me parece tão fácil enfrentar essas inconstâncias pela arte, E suas diversas formas da Filosofia Estética. A música que toca o íntimo, A pintura que nos remete as lembranças. E o que dizer das poesias? Elas tão belas, contidas em músicas. Essas tão simétricas, Contidas … Continuar lendo Belas Artes – Giuliano Fordelone