Meus exageros, seus olhos

Meu problema talvez seja meus exageros, Esse meu jeito de me expressar Meu romantismo, minhas poesias Mas compor poesias e olhar naqueles olhos Me ver refletidos neles, não há palavras que possa descrever As sensações, as emoções que me passam... A boca fala palavras, mas os olhos... esses sim, Sabem o que dizem sem dizer … Continuar lendo Meus exageros, seus olhos

Pequeno Idiota – Giuliano Fordelone

Deixo de refletir-me no espelho, pois já não me reconheço mais. Por fim minha identidade foi escoando pouco a pouco. Perco-me pelas ruas procurando por olhares. Perco-me nos livros tentando me encontrar. Mas para tudo que eu olho não vejo nada. E tudo que eu ouço é o vazio da minha personalidade. Corrompido pelos vícios, … Continuar lendo Pequeno Idiota – Giuliano Fordelone