Melancolia – Giuliano Fordelone

Melancolia

E essa melancolia que volta a me visitar…
Há tempos que não aparecia e o que traz?
Trouxe memórias que jamais ei de esquecer.

Naquele tempo entreguei o que há de mais valioso,
Perdi em ti e nunca mais achei, desencontros e desencantos.
Em cada canto que andei nunca mais encontrei.

Talvez algo que eu nunca supere, ter perdido a única chance…
Era e sempre foi amor, um único e eterno amor.
Lembro-me de cada encontro, de cada palavra, cada beijo…

Está e, muito provável, sempre e somente estará
Nas lembranças, enquanto existir,
Nas memórias, enquanto eu viver!

 

Imagem da Obra “Os Sofrimentos do Jovem Werther” de  Johann Wolfgang von Goethe

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s