Não há tragédia maior do que não amar – Giuliano Fordelone

Digo: – Não renunciarei.
Repito: – Não renunciarei!

Não renunciarei a nenhuma oportunidade,
Nem de ser feliz, nem de compor e falar de amor.

Pois poesias são mais do que palavras!
São extremos de corpo, mente e alma.

Pra falar do corpo, basta sentir-se num,
Pra falar da mente, basta pensar criticamente,
Pra falar d’alma, basta ter bom coração.

Mas e o amor e a felicidade?
Basta viver intensamente cada oportunidade.
Pois o amor é o desabrochar da felicidade.

E por isso eu disse:
Não ei de renunciar a nenhuma felicidade.
Pois não há no mundo tragédia MAIOR do que não amar.

(Obra de Arte: Oreste Perseguido pelas Furias – William Adolphe Bouguereau [1862])

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s