Lero-lero

Beiro o precipício do niilismo. Um circulo infernal posto num pedestal.   Essa minha mania de ver a fundo, Tanto na mais bela arte como na umbral dos pensamentos.   Veja que audaz, um poeta metido a filósofo, Procurando as razões num coração sem razão.   Quem é Pascal? Quem fora Renato Russo? Não importa … Continuar lendo Lero-lero

A perpetuação da miséria e da marginalização: Atos contra-aborto

"- Sou contra o aborto e perpetuo a condição indigna de pobreza e miséria!" Essa é a afirmação implícita de quem é contra o aborto...

IMPORTANTE! A desumanização do Apenado: temos que debater e conscientizar…

Será que somos mais humanos desumanizando o outro? E quando o outro precisa mais da humanidade que nós?

Entrevista com Zygmunt Bauman – a peça chave para entende-lo e nos compreender!

Entrevista com Zygmunt Bauman no Observatório da Imprensa mostra que ele tem muito a nos oferecer. Conhecido pelo seu livro Modernidade Liquida, onde traz o conceito de uma modernidade fadada as relações simplificadas e descompromissadas. Bauman falecido em 9 de janeiro de 2017 é um autor de profunda complexidade, unindo o intelecto com a vivência … Continuar lendo Entrevista com Zygmunt Bauman – a peça chave para entende-lo e nos compreender!

– E quem se importa? – Eu me importo!

O que somos? O que nos tornamos? São perguntas que todos nós devemos por em pauta dentro de nós e entre nós!

Breve reflexão: do conhecimento, da poesia, do ser humano, da tecnologia

Num lugar onde estamos cercados de conhecimentos estéreis e perguntas ineptas ainda me deparo com a falta de sensibilidade do espírito humano. Em parte a arte está morta, caiu em desvalorização e seu desuso como elemento formador da humanidade foi decretado pelo superficialidade de uma cultura vazia. Veja, que do conhecimento não se ausenta poesias. … Continuar lendo Breve reflexão: do conhecimento, da poesia, do ser humano, da tecnologia

Não há tragédia maior do que não amar – Giuliano Fordelone

Digo: - Não renunciarei. Repito: - Não renunciarei! Não renunciarei a nenhuma oportunidade, Nem de ser feliz, nem de compor e falar de amor. Pois poesias são mais do que palavras! São extremos de corpo, mente e alma. Pra falar do corpo, basta sentir-se num, Pra falar da mente, basta pensar criticamente, Pra falar d'alma, … Continuar lendo Não há tragédia maior do que não amar – Giuliano Fordelone

Artista sem Arte – Giuliano Fordelone

O desinteresse pela arte faz apagar o brilho d'alma. Veja quanta pluralidade: têm o drama, o épico e o trágico! No dia dedicado aos apaixonados, carece de emoção... Emoção que transborda, ora em palavras, ora em lágrimas. E quando a vida não bastar, há a arte para consolar. E quando o amor não prevalecer, há … Continuar lendo Artista sem Arte – Giuliano Fordelone

Meus Ideais: Consciência, Liberdade e Pluralidade de Complexos.

Acredito que todo ser humano é livre. Não porque o Grande Arquiteto assim o quis, mas sim, porque lhe é necessário ser assim. O ser humano é livre na medida em que sua consciência se amplia, na medida em que seu intelecto se desenvolve e na medida que controla seus impulsos naturais e instintivos em … Continuar lendo Meus Ideais: Consciência, Liberdade e Pluralidade de Complexos.

A Diversidade que nos une!

Hoje é o 66º Aniversário de Gilbert Baker, criador da famosa bandeira de arco-íris representando a DIVERSIDADE humana, originalmente em 8 cores, cada uma representava um aspecto da humanidade. Posteriormente reduzida para 6 cores. Adotada pelo movimento LGBT, a Rainbow Flag simboliza a união da diversidade representada pela humanidade. Somos todos diferentes e nessa diferença … Continuar lendo A Diversidade que nos une!