Movimentos Sociais: contra ou a favor?

Sempre é digno buscar aquilo que se deseja, mais ainda aquilo que se merece e melhor ainda quando busca-se o progresso e a liberdade genuína rumo a felicidade. Afinal, convenhamos, os movimentos sociais sempre buscam a felicidade e a liberdade, certo? Nem sempre, infelizmente…

Sejamos sincero, quem nunca conheceu alguém ou teve aquele amigo que chega a beira do fanatismo por uma causa ou uma ideologia? A melhor das intenções, o bem comum etc., quando extremado a ponto de suprimir a liberdade, é sempre maléfico, mesmo que se cometa erros, a liberdade sempre é preferível do que a submissão passiva dos “salvadores” da justiça. Se corrija os erros, reeduque e ressocialize se necessário, mas jamais subjugue os seres humanos como escravos de suas ideias e ideais.

Nesse momento UNS e OUTROS já devem ter perdido o tesão na leitura, talvez por discordar, mas sem mais delongas vamos ao que me proponho refletir.

Partindo do pressuposto que todos os movimentos sociais buscam a liberdade e o progresso rumo a felicidade de todos, qualquer ato contrário a esses valores se contrapõem e se anulam, como por exemplo, “Grupo Contra o Pensamento X, Y, Z” muito comum página/grupo de facebook angariar defensores e opositores de determinadas ideologias, como se fossem o suprassumo do real, a maioria não sabe nem debater ou compreender o que os autores da própria ideologia falam, fazendo da ciência uma segunda religião a ser seguida – cegamente…

Descredibilizam os movimentos por falta de prudência, zelo e compreensão. Mas sempre têm pessoas que falam: – Ah! Mas os extremistas tem em todo canto; – Deturparam não sei quem; Porque tal autor previu isso… etc. e tantos outros exemplos, entendam, todo movimento é feito por pessoas, elas SÃO os movimentos, sem pessoas não há movimento, simples e basta! Instruam-se os defensores, se UNAM-SE com os opositores RESPEITOSAMENTE e debatam IDEIAS, não ofensas ou futurologia marxista ou liberal, seja qual for a sua religião política…

O que é salutar afinal?

Bem, todo movimento social que busca o respeito e a liberdade (pressupondo igualdade em/na liberdade) eu apoio! Apoio pois penso e considero todos iguais como cidadãos em dignidade e liberdade, quando se mantém o respeito se mantém a dignidade. Apoio pois DENUNCIAR qualquer barbaridade que a razão e o ideal humano reprove, é antes de direito, é um dever de todos que vivem em sociedade.

Vamos aos exemplos práticos para se resumir:

1 – Movimento LGBT, é mais do que devido e legitimo nós homossexuais buscar a liberdade de expressão, de respeito, em suma, a dignidade que nos negam em sociedade o que na natureza teríamos, entretanto, muitos ao denunciar as barbárie condenam, fazem-se acusadores, promotores, juízes e carrascos por uma causa. Condenam padrões que interfere na liberdade de cada um, o que é íntimo de cada um, cria-se um contra-padrão e institui um padrão de se expressar como pertencente de tal grupo. + Liberdade, – Violência, sempre!

2 – Movimento Feminista, as mulheres tem sido marginalizada desde de muito tempo, por ser fisicamente mais fraca os homens sempre acharam ter o direito de subjuga-las, entretanto não somos mais “bárbaros” (quem dera crer nisso…). As mulheres tem um papel central, são elas capazes de promover a vida e dar continuidade a ela, SE ELAS QUISEREM, apenas elas e somente elas podem decidir isso. Entretanto, quando elas querem responsabilizar centenas de anos de má educação em sociedade, é um contra-senso. Mais vale lutar pela reeducação, em casa, na escola e mudar as futuras gerações, do que brigar com aqueles (e aquelas) que protegem o velho modelo hipócrita. Não se nada contra a correnteza do rio, se muda seu destino para irrigar e fazer florescer novas gerações, mais sabias, mais conscientes e responsáveis.

Pois bem, a crítica não é contra os movimentos em si, e sim aqueles que travam com âncoras de desrespeito o progresso do movimento dentro do mesmo. E um aviso, seja você partidário ou não, idealista ou não, não tenha tanta certeza sobre a verdade e sobre o que é o certo, antes de tudo duvide de si mesmo, questione-se se o que você busca dá mais liberdade e dignidade ou apenas é mais um peso num lado da balança.

Vejo, e costumo repetir com frequência, movimentos de esquerda e direita se digladiando ambos afirmando a verdade absoluta, do que se unindo para chegar à uma síntese. Enquanto nós seres humanos nos opomos e nos combatemos, outros tiram vantagem disso, outros ficam pior do que já estavam, no final, poucos ganham, mas todos saímos perdendo.

Buscar a liberdade não necessariamente lhe faz liberal, buscar a igualdade não necessariamente lhe faz socialista/comunista, apenas lhe faz um humano lutando por apenas um lado da moeda. Liberdade e Igualdade faz parte da mesma moeda chamada humanidade. Nossa dignidade é paga dia e noite com essa moeda… será que estamos pagando mais do que recebendo?

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s