Luiz Felipe Pondé, Filósofo ou Recalcado?

Introdução

Pondé está cada vez.mais parecido com Olavo… mais caduco do que nunca, ou será esquizofrenia pelo recalque? Nem a Psicologia irá conseguir entender que uma simples parte de um órgão reprodutor pensa por si mesmo e entra em crise existencial… pobre glande heterossexual… está ameaçada a penetrar em órgão excretor… pobre mulheres, forçada ao lesbianismo “por puro desespero”.

Pois é, alguém se candidata a trata-lo? Não a glande em crise, mas esse senhor que se diz filósofo, está mais pra sofista!

Crítica a publicação do Pondé na Folha de S.Paulo intitulado “A conta do sofrimento masculino com a emancipação feminina chegou.

Para o meu espanto, isso aqui em Brasil!

Gente, confesso que ando abismado com o que a tecnologia no meio informacional está fazendo…

Cada vez mais se dá abertura para posições extremas, sem nenhum tipo de filtro democrático que preserve a ética social.

Vivemos num mundo onde a “liberdade” de expressão é muito cara, porém pouco orientada. Creio que o problema está enraizado numa educação acrítica, sem discussões profundas nas primeiras fases de formação do cidadão. Discussões essas que em aulas de Filosofia, Sociologia, História e Geografia trabalhadas de forma interdisciplinar a respeito de ontologia, moral e ética seria um norte para possível solução dessa falta de responsabilidade ao exercer a liberdade individual.

A falta de princípios sociais (abertos) e reflexivos está sendo cada vez mais devastador, e pior ainda, comprometendo as faculdades de julgamento e valoração dos profissionais que compõem a classe intelectual…

O chamado filósofo Pondé escreveu numa coluna da Folha de S.Paulo a respeito da emancipação feminina ser uma crise para os homens héteros em sua virilidade, na cultura fálica. Só uma pessoa muito fora da realidade não consegue ver tal aberração lógica, pressupor que a emancipação da mulher mudaria absurdamente a cultura a ponto de “acabar com a reprodução da espécie”. Ou seja, na cabeça desse senhor, o homem é o centro do universo social deste planeta e assim que essa supremacia falir acarretará numa crise cultura sistêmica. O homem deve estar a frente e a mulher atras, essa é a mensagem!

Valores sociais como liberdade, equidade – e não igualdade -, bem estar social irá sucumbir caso o homem heterossexual perca a noção de si próprio como “detentor da reprodução”.

É triste ver que cada vez mais os preconceitos, os sofismas e a ignorância trabalha em prol de um sistema que se auto-alimenta e reproduz como se fosse um “ente” absoluto. E pior quando a alienação de massa é frequente e eficiente…

Estamos a beira do precipício, sim, mas do precipício da humanidade!

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s