Te encanta, te enlouquece e te apetece

As vezes me esqueço que sou muito intenso
Um olhar vago e um sorriso largo, ah! já me satisfaço
Não quero muito, mas quero pouco de muito e não de muitos

Já ia esquecendo, quase que me perco em tantos sentimentos
Meu humor é como rio, passa por pedras e cascalhos
E eu nunca paro! Passo por mato e lama e isso nunca me cansa

Cansei de ser poeta, sou apenas mais um na vida de muitos
Cansei de ser mais um e quero ser apenas um
Que te encanta, que te enlouquece, que te apetece…

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s