Debates de Ideias sem Ideias

Introdução

A inspiração para escrever esse post foi a minha enorme tristeza de ver os debates de grupos/páginas de facebook sempre carregados falastrões, falácias/sofismas, pouco argumento e muito ego!

Por isso resolvi escrever para que, talvez, as pessoas possam se tocar de quanto é contraproducente adotar tal conduta, uma crítica acompanhada de auto-crítica.

Pirâmide do Debate

13921100_510759472461087_185640548042126580_n.png

Confesso que ao escrever essa parte me sinto um hipócrita (por isso a auto-crítica), porque é muitooo difícil chegar ao topo da pirâmide. Como o gráfico demonstra a grande maioria fica nas duas primeiras camadas do debate, Ataque Puro, os famosos haters que se polarizam e se combatem com a força do fanatismo e nulidade intelectual; e o famoso Ad Hominem, entre outros sofismas muito comuns da qual será tema para outra publicação.

A terceira, quarta e quinta camada (onde me auto-posiciono com eventuais falácias), se encontra aqueles que tem um entendimento mais aprofundado do tema debatido, sem que ainda possam ter autonomia e originalidade nas ideias, intercalando no seu discurso as três camadas. Ainda que possa parecer inútil, para alguns, debater com pessoas que estão nesse ponto pode ser produtivo e muito esclarecedor em alguns pontos, a troca de informação e eventuais conhecimentos se torna mais frequente e um clima mais leve, apesar que alguns verem esse grupo como pseudos-intelectuais – como se todos nascessem sabendo! Mas serve como prática e vivência que mais tarde servirá de experiência e amadurecimento, sem contar que para quem sonha ser professor um dia esse tipo de experiência quando vívida na memória torna o professor mais empático, a compreensão da forma de ver o mundo será maior, podendo orientar os futuros alunos com mais qualidade e êxito no ensino.

Já as duas últimas camadas, o topo da pirâmide, é um ponto onde há originalidade, críticas severas e muita bagagem de conhecimento. As articulações argumentativas são complexas e leva em consideração quase todos se não, todos, os elementos necessários para construção de um raciocínio.

O Ponto de Equilíbrio

Muitos podem achar um pouco excêntrico, mas antes de qualquer debate vale a pena ver que todos nós temas mais em comum do que de diferente no meio de tanta diversidade. Há um elo que nos une como um todo do qual desqualifica e desvalida qualquer tentativa de aniquilação do outro. Somos seres humanos e falíveis, não só isso, todos temos uma ou outra dificuldade, ou uma realidade da qual compartilhamos, como por exemplo, gostos musicais, até mesmo pegar um ônibus ou quaisquer outra rotina e prazeres que possamos ter em comum nos faz iguais no meio da diferença, e no final das contas, se você parar para pensar, não vale a pena “lutar” com o outro no campo ideológico, as vezes físico, afim de aniquila-lo ou persuadi-lo.

Em vez de criar inimizades vamos criar mais conexões, mais pontes! E lembrem-se que uma ideia se constrói em conjunto e não sozinho de forma isolada, ainda que você esteja sozinho com um livro na mão lendo-o, alguém teve que pensar e escreve-lo, ou seja, você nunca pensa sozinho! As experiências cotidianas, as pessoas ou uma simples intuição pode ter sido uma sugestão imperceptível no decorrer do dia a dia. Vamos nos amar e compartilhar, vamos construir um gigantesco e complexo networking de amizades!

ideias_debate.jpg

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s