Tempo de Inspirações – Giuliano Fordelone

O tempo passou e o vento mudou,
Ou seria o vento passou e o tempo mudou?
 
Não se sabe nem o rumo dos ventos,
Muito menos do tempo!
 
A vida passa e o mundo gira.
Nada é tão inevitável quanto o próprio acaso.
 
A incerteza da vida passa pelo crivo da inspiração.
Um movimento cíclico como cada estação.
 
Pois é, a vida do poeta é como o tempo e o vento,
É um inevitável acaso como o movimento das estações!

Contribua para o debate, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s